Vamos falar de um tema muito importante para quem fez medicina, que é a situação fiscal do médico residente no brasil e como você pode reduzir seu pagamento de impostos nesse período de especialização.

Existem no Brasil em torno de 400.000 médicos com títulos de especialistas e grande parte já atuam como médico antes de entrarem na especialização.

Muitos médicos residentes que são nossos clientes aqui na Soluzione, quando iniciam sua residência médica ( a pós-graduação ou especialização) acabam reduzindo seus ganhos por motivo da falta de tempo para a prestação de serviços em outros lugares.

O que médico que já abriu uma clínica médica, consegue a substituição no atendimento e podem manter seus ganhos quando tem uma estrutura maior. A grande maioria dos médicos, acabam reduzindo seus ganhos nesse período.

Abaixo, nós iremos responder algumas dúvidas sobre como o médico residente pode reduzir o pagamento de impostos nesse período.

Para você que é médico residente e precisa abrir uma empresa para prestação de serviços médicos, nós temos planos especiais. Para médico que já tem uma empresa e busca uma empresa especializada na área médica, pode abaixo já falar com nossa equipe pelo WhatsApp ou solicitando um orçamento.

A contabilidade do médico residente

Quando o Doutor ou a Doutora pensa em fazer uma residência médica, precisam  se organizar financeiramente, devido a falta de tempo para prestação de serviços médicos e, com isso, a redução de rendimentos por um tempo, que pode variar de 1 a 5 anos dependendo da especialização escolhida.

Aqui nós entendemos esse processo e sempre sugerimos manter sua empresa aberta ou abrir uma empresa para a prestação de serviços sempre que possível. Isso vai reduzir seus impostos enquanto for médico residente.

A contabilidade para médico residente, leva em conta a movimentação sazonal e tem foco na redução de carga tributária.

Grande parte dos hospitais, não contratam mais pelo pessoa física e exige que o médico residente, tenha uma pessoa jurídica. Mais será que vale a pena o médico residente tem uma pessoa jurídica?

Sim. Vale a pena por dois motivos importantes:

O primeiro: Pelo motivo do médico não prestar serviços para hospitais sendo pessoa física

O segundo: Pelo motivo de pagar menos impostos na pessoa jurídica.

Mas pode ficar tranquilo, nós temos planos de contabilidade para médico residente que vai te ajudar a passar esse período de redução nos seus ganhos mensais.

A tributação do médico residente

Para o médico residente, a bolsa é isenta e não tem imposto de renda, mas todos os rendimentos que o médico tem prestando serviços para outras clínicas ou hospitais, tem tributação na pessoa física ou na jurídica.

Se você ainda tem dúvida se vale a pena atuar como médico pessoa física, ou médico pessoa jurídica, nós preparamos um vídeo para te ajudar a entender as diferenças nas questões tributárias.

Para tributação como pessoa jurídica, você pode optar pelo regime do lucro presumido ou o simples nacional. As alíquotas do lucro presumido, em resumo, somam 11,33% de tributos federais mais o ISS que pode ser de 2% a 5% sobre o faturamento.

Em São Paulo capital, o médico residente paga 2% apenas.

No Simples nacional, o médico residente pode recolher os impostos entre os anexo III ou anexo V do regime. No anexo III o imposto inicia com 6% e no anexo V a alíquota inicial é de 15,5% a partir de 2019.

Nós falamos da tributação para médicos e clínicas médicas nesse artigo de forma mais elaborada. Em resumo, você pode tributar também no lucro real, mais não é o caso para a tributação de médicos residentes.

Cuidados com as PJs dos médicos residentes

Para o médico residente que já tem uma empresa aberta para prestação de serviços médicos, precisa de atenção no período de residência médica.

A sua empresa médica pode está no regime do simples nacional, lucro presumido ou lucro real, precisa manter a contabilidade e entrega das obrigações fiscais mensais.

Muitos médicos residentes, pensam pelo motivam de não faturar ou não movimentar a pessoa jurídica nesse período, não devem manter a contabilidade.

Acreditamos que deve ser pelo valor dos serviços contábeis mensais. Mas iremos falar sobre isso, de forma clara e objetiva.

O médico residente, precisa entender que o processo de abertura de empresa tem um custo e para encerrar também.  O que nós fazemos aqui na Soluzione Contabilidade, é cobrar um valor menor no período da residência médica para que o médico residente não precise encerrar sua empresa.

Outro ponto importante, é que o médico para realizar atendimentos em clínicas e hospitais através de plantões, vai precisa de manter o cnpj ativo.

Tem casos também, que o médico vai ficar fora do país por um tempo e não vai faturar pela empresa. Pelas contas que fizemos, vale a pena manter a empresa aberta e para isso, nós temos honorários contábeis menores apenas para acompanhamento fiscal e contábil das obrigações.

Se você é um médico residente realizando sua especialização, pode contar com nossa contabilidade especializada para médicos residentes.

Conhecemos todos os detalhes da área da saúde e suas especialidades. Vamos cuidar da sua empresa médica com muito carinho e profissionalismo.

Sobre a Bolsa de Residência

Temos que pensar que durante o período da residência médica, o médico residente terá direito a uma bolsa com auxílio e ajuda de custo. A residência médica, é uma especialização a nível de pós-graduação coordenada pelo MEC.  É gerenciada pela comissão nacional de residência médica, que tem como principal objetivo, determinar as diretrizes de cada especialização.

A bolsa de residência, tem isenção de imposto de renda e outras taxas e contribuições. Apenas o cadastro de previdência social é obrigatório ao médico residente. Com isso, temos o desconto de 11% da contribuição previdenciária.

Também o valor da bolsa de residência, tem um valor mínimo de R$3.330,43 (Três mil, trezentos e trinta reais e quarenta e três centavos) e algumas instituições, pagam valores maiores, isso não é proibido por lei.

O médico residente, pode receber a bolsa que é isenta no imposto de renda, e pode ter rendimento na pessoa física tributável. Lembrando que o médico pessoa física, paga o imposto de renda até 27,5% de imposto de renda.

Nesse caso, se o médico tiver realizando plantões e atendimentos em outros hospitais e clínicas, o ideal seria a pessoa jurídica mesmo. Se você tem dúvida se vale a pena mais a pessoa física ou a jurídica, preparamos um conteúdo em vídeo que vai te ajudar.

Médico Residente Pessoa Física ou médico residente pessoa jurídica

Declaração de imposto de renda do médico residente

O médico residente, normalmente já tem algumas rendas recebidas por serviços médicos prestados. Durante algum tempo, os hospitais ao contratarem o médico para prestar serviços, não queria contratar via CLT pelos custos envolvidos com a folha de pagamento. Para pagar o médico pelos serviços, usavam o famoso caixa dois dos hospitais. O médico nesse caso, não tem como declarar o valor recebido, pois não tem nenhuma fonte pagadora oficial.

Já faz alguns anos, que o médico é obrigado em sua declaração de pessoa física, declarar quem realizou o pagamento dos seus serviços, seja pessoa física ou pessoa jurídica. Agora como o médico residente que atualmente além da residencia médica, faz trabalhos sem vínculos ?  A única forma, será como pessoa jurídica mesmo.

O hospital ou a clínica médica ao contratar o médico como pessoa física, pode pagar até 28% de despesas trabalhistas sobre esse pagamento. Agora se você abrir uma pessoa jurídica, eles não têm custo adicional.

Como todos os cruzamentos que a Receita Federal vem realizando, o médico residente não pode pensar, que devido o valor recebido ser pequeno, que não terá problemas.

Precisa ter atenção no momento de realiza sua declaração de imposto de renda. Fale com um de nossos contadores especializados que iremos estudar e orientar de forma personalizada sua situação.

O imposto de renda do médico residente, será isento a bolsa e tributado qualquer outro rendimento oriundo de prestação de serviço médico.

O que fazer durante a residência médica

Acreditamos que o melhor caminho é ter uma assessoria especializada para cuidar de toda a parte burocrática da sua empresa e a parte tributária da sua pessoa física e jurídica. Atualmente, somos uma das principais empresas de contabilidade e gestão para médicos do Brasil.

O Médico residente que realiza suas especializações, precisa  dedicar seu tempo, as coisas mais importantes relacionadas a sua área de atuação. Ter um contador especializado, traz segurança e tranquilidade para que o Dr. e a Dra. fica tranquilo.

Aqui na Soluzione, nós cuidamos de tudo relacionado a parte contábil, fiscal, trabalhista, financeira e legal. Seja pessoa física ou jurídica, você tem assessoria completa. Falou em finanças e impostos, pode contar com nossa empresa.

Agora você pode escolher, falar com um de nossos especialistas ou solicitar um orçamento.

Vamos cuidar da sua empresa médica com muito profissionalismo e dedicação.

Pode confiar.