Soluzione Contábil

Como abrir uma Clínica Veterinária

Como abrir uma Clínica Veterinária

Abrir clínica veterinária é o sonho de muitos profissionais da área. Porém, para se destacar nesse mercado é preciso possuir diferenciais competitivos. Isso porque, apesar de este ser um mercado em crescimento, também possui grande concorrência.

Para ter um consultório veterinário de sucesso, é necessário ter algumas habilidades além do amor pelos animais. O novo empreendedor precisa conhecer questões financeiras, burocráticas e administrativas. Além disso, todas as empresas – inclusive clínicas veterinárias – possuem obrigações tributárias. Também precisam cumprir obrigações contábeis, como a escrituração fiscal da empresa.

Todas essas questões precisam ser levadas em consideração no início do negócio. Por mais que inicialmente a clínica não tenha renda suficiente, o empreendedor não poderá deixar de arcar com essas obrigações. Por isso, antes de partir para a abertura de empresa para clínica veterinária, é preciso pesquisar e se planejar.

A boa notícia é que há um profissional que conhece e pode lhe auxiliar com todas essas questões burocráticas: o contador para clínicas veterinárias.

Esse profissional pode prestar orientações e até mesmo conduzir todo o processo de abertura. Nesse texto, você encontra tudo o que precisa saber para abrir sua clínica veterinária. Confira!

O mercado Pet e de clínicas veterinárias no Brasil

De acordo com a ABINPET, a população de animais brasileira é composta por mais de 141 milhões de pets. São mais de 55 milhões de cães, 40 milhões de aves, 24 milhões de gatos e 19 milhões de peixes.

Além disso, juntando os segmentos Pet Vet (18,4%), Pet Food (73,3%) e Pet Care (8,3%), o mercado movimentou R$22,3 bilhões em 2019. O Brasil é o quarto maior mercado Pet do mundo. Está atrás apenas de Estados Unidos, China e Reino Unido.

Esse movimentado e lucrativo mercado também é bastante concorrido. De acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária, há cerca de 84 mil profissionais formados que exercem a profissão no Brasil. Para obter sucesso atuando na área, é essencial contar com ferramentas estratégicas.

A importância do planejamento para a abertura de clínica veterinária

Existem exigências legais que precisam ser levadas em consideração antes da abertura do consultório veterinário. Por isso, é essencial se dedicar a fazer um plano de negócios detalhado. Nesse documento, estarão todas as informações do propósito da empresa: serviços oferecidos, público-alvo, valores de investimentos e outros.

O imóvel no qual a clínica será aberta deve seguir condições determinadas pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária. Também há exigências sanitárias para estabelecimentos veterinários que precisam ser previstas pelos empreendedor.

Todas essas adequações geram custos ao empreendedor e precisam estar previstas no planejamento inicial.

Essas informações possibilitarão a avaliação da viabilidade da abertura do consultório. Pode ser que essas informações assustem e o empreendedor perceba que não consegue arcar com todos esses valores no momento.

Mas isso não deve desanimá-lo. É apenas um alerta para se estruturar melhor e abrir a clínica veterinária mais para frente. Assim, não correrá riscos de iniciar o negócio e ser obrigado a fechar as portas por falta de capital.

Saiba mais sobre a importância do planejamento inicial:

Outras questões a serem consideradas

É importante se atentar à localização para que os clientes consigam acessar sua clínica com facilidade. Também é preciso analisar sua concorrência e pensar em sua divulgação.

Outra questão importantíssima é a precificação dos serviços e produtos da clínica veterinária. São os valores que definirão seu capital de giro e fundo para emergências. Despesas fixas como água, luz, aluguel e salários devem ser consideradas. O preço praticado pela concorrência também.

Nesse momento, um importante agente volta à cena para auxiliar na precificação. O contador. Ele pode ajudar a definir os melhores preços para os produtos e serviços. Contabilizando todas essas despesas, pode lhe ajudar a definir sua precificação.

Para a abertura da empresa de fato, o médico veterinário precisará definir algumas questões. A primeira delas é a atuação como Pessoa Física ou Pessoa Jurídica.

Médico Veterinário Pessoa Física

Na atuação como Pessoa Física, as receitas e despesas são declaradas na Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF). A tributação pode chegar a 27,5% sobre a renda bruta. Além disso, é necessário recolher até 20% de INSS, com limite de R$ 6.101,06. Contudo, é possível deduzir aluguel e outras despesas no carnê-leão.

Para atuar como autônomo, o médico veterinário precisa se registrar na Prefeitura municipal e na Previdência Social. Apesar de não obter CNPJ, poderá solicitar Notas Fiscais para comprovar a prestação de serviços.

falar-com-o-contador

Abertura de empresa para clínica veterinária

Após realizar seu planejamento inicial, o empreendedor dará início ao processo de abertura da empresa. Para abrir uma clínica veterinária, não é necessário ser médico veterinário. Porém, é necessário que um profissional habilitado e registrado junto ao Conselho Regional de Medicina Veterinária responda como responsável técnico da clínica.

A primeira questão a ser definida para a abertura é a natureza jurídica, ou o tipo de empresa que irá abrir. A empresa pode ser aberta individualmente ou em sociedade. As opções são as seguintes: Empresário Individual, Sociedade Unipessoal Limitada, Eireli e Sociedades.

Por se tratar de uma profissão regulamentada, os médicos veterinários não podem abrir empresas como microempreendedores individuais (MEIs).

Após essa definição, é preciso escolher o Regime Tributário da empresa. É importante ressaltar que tanto a natureza jurídica quanto o regime tributário influenciam nos valores de impostos a serem pagos.

Atualmente, há três regimes tributários possíveis para as empresas: o Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Cada um deles possui regras diferentes de tributação e podem ser vantajosos para o empreendedor.

Para descobrir o regime mais vantajoso e que consequentemente terá menos impostos, é necessário uma análise do contador.

Elaboração do contrato social

Conhecido como a certidão de nascimento da empresa, o contrato social é um documento importantíssimo para a abertura da empresa.

Nele, constam todas as informações importantes, como regras societárias e definição de serviços oferecidos.

Esse contrato deve ser assinado por um advogado, que normalmente é quem o elabora. Porém, a contabilidade possui modelos que podem auxiliar o empreendedor.

Esse contrato é obrigatório para todas as empresas. As únicas exceções são as MEIs, microempresas e empresas de pequeno porte.

Para concluir o processo de abertura, é necessário se cadastrar no Cadastro Nacional de Estabelecimentos da Saúde (CNES). Também é necessário retirar o Alvará de Licença Sanitária na Vigilância Sanitária.

O papel da contabilidade na abertura de empresas

O escritório de contabilidade para clínicas veterinárias pode prestar orientações quanto ao planejamento e às escolhas mais vantajosas. Mas, também pode conduzir todo o processo de abertura para o empreendedor.

A contabilidade realiza o registro junto ao Conselho Regional de Medicina Veterinária. Além disso, tira todas as licenças de funcionamento junto aos órgãos reguladores. Também auxilia na compra de Certificado Digital para a Clínica Veterinária.

A Soluzione Contabilidade oferece o serviço de abertura de empresas para clínica veterinária. Com o suporte da Soluzione, o empreendedor tem a segurança de tomar decisões com a orientação de especialistas.

Além disso, toda a atuação da Soluzione desde o início do negócio tem como objetivo a economia de impostos. Fale com nossos consultores e conte com o suporte de especialistas para abrir uma clínica veterinária.

Por que as empresas quebram

Por que falar sobre as razões pelas quais as empresas fecham as portas em um texto sobre abertura de empresas? Porque muitas empresas quebram devido a erros que podem ser evitados.

Para que não corram esse risco, os empreendedores precisam de informações e preparo para essas questões.

A falta de planejamento é a principal razão que leva as empresas a fecharem as portas. Conhecer o público-alvo, o mercado, analisar a localização e outras questões são guias para a atuação do empreendedor.

Sem esse direcionamento, os esforços iniciais podem não ter resultado. Por isso, é importantíssimo conter a ansiedade para a abertura, parar e analisar essas questões.

A gestão do empreendimento também pode quebrar o negócio. Gerir um negócio requer habilidades além dos conhecimentos específicos da área de medicina veterinária.

É necessário conhecer de RH, marketing, finanças e muitas outras questões.

A gestão financeira é outra questão importantíssima, já que a lucratividade do negócio depende dela. Muitos empreendedores têm dificuldades em diferenciar sua própria renda da renda do negócio.

Mas a boa notícia é que o empreendedor não precisa cuidar de todas essas questões sozinho. Parceiros como a Soluzione oferecem soluções em diversas áreas para auxiliar na gestão das empresas. Assim, o empreendedor pode contar com suporte contábil, fiscal, trabalhista e em questões gerais da administração do negócio.

Mentalidade do empreendedor.

Aqui, mais uma vez, não bastam os conhecimentos específicos. O médico veterinário precisa ter visão empreendedora para ter uma clínica de sucesso.

É necessário estudar muito sobre gestão e empreendedorismo. Também é necessário vencer crenças que podem limitar seu sucesso.

Por fim, a Soluzione está à disposição para auxiliar o empreendedor na abertura da clínica médica veterinária. Também presta toda a assessoria contábil após o processo de abertura. Assim, o empreendedor tem a tranquilidade de estar atuando de forma legal, sem dores de cabeça.

Entre em contato com nossos consultores e conte com essa parceria para o sucesso de sua clínica veterinária!

Open chat