Como montar uma cervejaria – tudo que você precisa saber sobre essa tendência de sucesso!

É possível unir o útil ao agradável? Bem, se você é um apaixonado por cervejas e aprecia a bebida nacional de diversas formas, saiba que é possível montar uma cervejaria para que você crie suas próprias cervejas artesanais e lucre com isso!

Afinal, todos nós sabemos que uma cerveja com os amigos é algo indispensável, mesmo as pessoas que não consomem a bebida reconhecem a forma como a cerveja é apreciada no Brasil.A refrescante bebida, que alegra celebrações, conduz longas conversas entre amigos e consola situações complicadas está atrelada à nossa cultura.

Entretanto, um fato que pode agradar a você, que deseja abrir sua cervejaria, é que a refrescante bebida não precisa se resumir somente a malte, lúpulo e cevada. O mercado de cervejas artesanais vem crescendo no Brasil.

Conhecidas como cervejas premium, as cervejas artesanais são mais saborosas e aromatizadas, e de gastronomia o povo brasileiro entende!

Mas chega de “papo de bar”, e vamos ao que interessa: Como montar uma cervejaria! Nada de fiado, você precisa de mercado!

O primeiro passo na hora de abrir qualquer negócio é saber quem é o seu público-alvo, quando falamos de cerveja parece fácil, mas leve em conta variáveis como:

  • A idade do seu público-alvo: as pessoas que consomem cervejas artesanais talvez se concentrem em uma faixa etária específica.
  • Qual o hábito de consumo deles: eles consomem em festas? Refeições? Compram em grandes quantidades?
  • Qual o interesse deles: também é importante saber o que os motiva, agrada ou influencia os seus consumidores, afinal, as marcas de cervejas não patrocinam os campeonatos de futebol à toa.

A diferença da tradicional cerveja pilsen ou chopp é que, por serem industrializadas, elas possuem, em média, um preço muito mais atrativo que as cervejas artesanais, e são consumidas em maior quantidade, já que destinam-se prioritariamente a refrescar os consumidores, por outro lado, a cerveja artesanal busca atribuir sabor à bebida, o que gera mais valor ao produto, e por isso justifica o preço acima da média.

Nada que uma boa promoção do produto não faça! Essa é a forma mais prática para que as pessoas percebam o diferencial do seu produto e despertem a curiosidade para provar algo novo e saboroso!

Faça um plano de negócios e entenda se o seu público-alvo é propício a aceitar o seu produto. A melhor opção é fazer alguns testes e verificar como é a aceitação das pessoas. Agir na base do “achismo” não é uma boa opção!

Documentos em mãos, é hora de legalizar sua cervejaria!

Tendo ciência que o seu negócio é viável e que está no momento certo de arriscar no investimento da sua cervejaria, é hora de legalizar o seu negócio.

Você precisará dos seguintes documentos:

  • Alvará da Prefeitura, é importante verificar a viabilidade da instalação da empresa no endereço estabelecido;
  • Registro na Junta Comercial e verificação do nome ou marca a ser utilizada para saber se a mesma está disponível;
  • Contrato Social;
  • CNPJ;
  • Alvará da Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros para verificar a higiene segurança do estabelecimento;
  • Registro no INPI para proteger e conservar a marca.

Planeje seu estabelecimento e lucre até a última gota!

Isso é essencial para o desenvolvimento da melhor cerveja, portanto, organize os seus processos e invista em material de qualidade para a sua produção. Pensar no local do estabelecimento também é fundamental, caso o consumo seja feito no local, assim como nas microcervejarias, pense em como será a experiência dos seus consumidores ao entrarem no seu estabelecimento. Uma boa dica é investir no aroma do local, instigando seus clientes ao consumo. No entanto, se for um local apenas para a fabricação, priorize a logística de armazenamento e entrega das cervejas e preocupe-se com questões como o barulho da produção, até porque incomodar seus vizinhos não é uma boa forma de fortalecer a marca!

Uma excelente cerveja começa por excelentes fornecedores!

Os seus clientes são seus melhores investidores, e seus fornecedores são seus maiores aliados, pense assim e seu negócio terá sucesso! Tenha uma boa relação com seus fornecedores, mas isso não significa deixar de ser exigente. Preze pela qualidade e por bons preços, pois isso é essencial!

Tenha o controle de sua cervejaria, centavo por centavo!

Por último e não menos importante: é hora de gerenciar os seus gastos e ganhos. Um bom fluxo de caixa é o que determina se sua empresa terá dinheiro sobrando ou ficará no vermelho. Ter um software de controle do seu fluxo de caixa é uma boa opção, mas como isso pode te sobrecarregar, você deve contar com um escritório contábil com expertise em contabilidade para cervejaria, que te ajudará a gerenciar os seus processos contábeis, financeiros e fiscais!